Recentes



Nº239 20-05-2018

Anteriores

Nº239 - 20-05-2018

NA BARCA DA FÉ

 

PENTECOSTES

Com a Solenidade do Espírito Santo, encerra-se solenemente o tempo pascal. O

Pentecostes é a plenitude da Páscoa, o tempo do prolongado “Domingo de Páscoa”. A Páscoa é a Primavera de Deus, e o Pentecostes a sua plena pujança.

A festa do Pentecostes tem origem judaica, começando por ser uma festa das colheitas com oferta das primícias (era a “festa das semanas” celebrada sete semanas depois da Páscoa; Pentecostes significa 50 (Ex 23, 16; 34, 22)). Posteriormente passou também a celebrar a Aliança de Deus com o Seu Povo, através de Moisés, e a promulgação da Lei no Sinai, 50 dias após a libertação do Egipto.

Para os cristãos, é a Festa do Espírito Santo, da Nova Aliança e da Nova Lei de Cristo, gravada nos corações. A efusão do espírito já tinha sido anunciada como característica dos tempos novos (Act 2, 16).

Hoje não se trata de rememorar esse feito extraordinário, mas de viver o “Hoje” da Salvação trazida por Cristo e presente na história pelo Seu Espírito, o Espírito do Ressuscitado.

Os primeiros cristãos, nos cinquenta dias pascais celebravam indistintamente a Morte-Ressurreição-Ascensão-Pentecostes. Era a grande Festa. Era o Espírito que animava (e anima) a Festa no íntimo de cada coração, na Igreja e no mundo.

Ainda sou do tempo em que a Festa do Pentecostes era celebrada com grande solenidade! Tempos áureos da Acção Católica que não voltam mais? 

O vosso Pároco,

Padre Mário Faria Silva



VIVER A PALAVRA - DOMINGO DE PENTECOSTES – Ano B

LEITURA I – Atos 2, 1-11; SALMO – Salmo 103 (104); LEITURA II – 1 Coríntios 12, 3b-7. 12-13; EVANGELHO – João 20, 19-23.

Na leitura dos Actos dos Apóstolos chamou-me a atenção o ESPÍRITO SANTO vir na forma de uma rajada de vento. Uma rajada de vento pode ser algo incómodo. Onde eu vivo o vento é constante. Por vezes assusta. Anda muito depressa. Mexe muita coisa. Entra por todo o lado. Renova o ar viciado. Areja as ideias. É desta forma que vejo o ESPÍRITO SANTO a actuar nos Apóstolos. Tirou tudo do sítio, afastou os vícios. Foi uma energia que teve uma acção transformadora nos apóstolos. É assim que eu recebo o ESPÍRITO SANTO? Não, penso que comigo é só uma brisa… Tira pouca coisa do sítio. Não entra em todo o lado… E é assim porque eu não abro as janelas do meu coração. Não quero que mudem demasiadas coisas. As rajadas de vento assustam. Isso faz-me ficar no meu canto. Torna-me mais fechado. Faz-me mais infeliz. Os apóstolos abrem as janelas do seu coração e por isso vencem todas as barreiras que os separam dos outros, vencendo a barreira da língua.

São Paulo, na Carta aos Coríntios, sublinha a diversidade de dons que suscita o ESPÍRITO SANTO. Nunca é monótono. Sempre que alguém abre o seu coração (nem que seja para entrar uma brisa), resulta na manifestação de um dom diferente. E quanto mais se abre, mais dons aparecem. É por isso que não tenho de ter medo de abrir o meu coração ao ESPÍRITO SANTO. Ele manifestará em mim a glória de Deus. Ele fará brotar em mim os dons necessários à Igreja de Cristo.

Neste Pentecostes Jesus sopra sobre mim, tal como descreve João no Evangelho. Sopra sobre mim para que eu abra as janelas de par em par. Para que eu deixe o ESPÍRITO SANTO arejar as minhas ideias. Mexer e tirar do sítio os meus pensamentos, os meus actos e as minhas omissões. Para que eu mude e me converta e assim possa chegar mais perto do meu próximo. Para que assim possa chegar ao Céu. 

Pedro Chambel Leitão



VIVENDO A FÉ - Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo
“Cristo Vivo no Coração da Cidade”

A Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, vulgarmente conhecida por Corpo de Deus, celebra-se 60 dias depois da Páscoa, ou seja, na quinta-feira a seguir ao primeiro Domingo após o Pentecostes, este ano no dia 31 de Maio.

Esta Solenidade celebra-se à quinta-feira para lembrar a Quinta-Feira Santa, dia da instituição da Eucaristia, dia da entrega de Cristo à humanidade, num gesto de Amor infinito.

Esta festa, festa de “Corpus Christi”, foi instituída pelo Papa Urbano, em 1264, e foi tomando força, sendo hoje celebrada com grande solenidade em todo o mundo.

Tal como nos últimos anos, a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo terá uma dimensão alargada, a nível de toda a Diocese de Lisboa, que, no dia 31 de Maio, é convidada a estar presente no “coração da Cidade”.

A Solene Procissão do Corpo de Deus vai decorrer na 5ª feira, dia 31 de Maio, a partir das 17:00 horas, e vai percorrer várias ruas da cidade de Lisboa (Largo da Sé, Rua das Pedras Negras, Rua da Madalena, Poço do Borratem, Praça Martim Moniz, Rua da Palma, Rua Dom Duarte, Praça da Figueira, Rua da Prata, Rua da Conceição, Largo da Madalena, Rua de Santo António da Sé e Largo da Sé).

O programa é igual ao do ano anterior, estando prevista a chegada da Procissão às 18:30 horas, ao Largo da Sé Patriarcal, onde haverá a Bênção do Santíssimo Sacramento.

De manhã, às 11:30 horas, na Sé Patriarcal, haverá Missa Solene e, pelas 13:00 horas, iniciar-se-á a Adoração do Santíssimo Sacramento e o Sacramento da Reconciliação.

Convidamos todos os Paroquianos a participar nas Celebrações, presididas pelo Senhor Cardeal Patriarca, particularmente, na Procissão Eucarística.

Apelamos ainda a que cada Cristão da nossa Paróquia “encontre” um tempo de adoração diante do Santíssimo Sacramento para agradecer a presença de Cristo vivo, que continuamente anima a Sua Igreja.

Diácono Carlos Manuel Borges



VIDA PAROQUIAL

1.    Sacramentos da Iniciação Cristã

No próximo Domingo, dia 27 de Maio, durante a Missa das 12:00 horas, na Igreja Paroquial, serão administrados os Sacramentos da Iniciação Cristã. As Crianças, Pais e Padrinhos devem estar na Secretaria Paroquial (Cartório), o mais tardar, às 11:15 horas.

2.    Festa da Eucaristia (Primeira Comunhão)

Dia 2 de Junho, Sábado, na Igreja Paroquial, haverá Missa às 16:30 e as Crianças do 3º Catecismo fazem a 1ª Comunhão,

As Crianças deverão estar na Igreja Paroquial, o mais tardar, às 16:00 horas.

3.    Confissões das Crianças que fazem a Primeira Comunhão

As confissões das Crianças que fazem a Primeira Comunhão decorrerão na Igreja Paroquial, no próximo Sábado, dia 26 de Maio.

As Crianças deverão estar na Igreja Paroquial às 14:45 horas.

4.    Festa do Corpo de Deus (em Lisboa)

No próximo dia 31 de Maio, a Igreja celebra a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo (Corpo de Deus).

Em Lisboa, haverá uma Solene Procissão, com partida, às 17:00 horas, da Sé Patriarcal e chegada ao mesmo local, às 18:30 horas, aproximadamente.

Apelamos à vossa presença nesta Celebração.

5.    Peregrinação Paroquial a Fátima

A partir deste fim-de-semana, em cada Comunidade, estarão abertas as inscrições para a Peregrinação Paroquial ao Santuário Fátima, agendada para o dia 7 de Julho.

O custo é o seguinte:

Adultos – 12,00 €; Crianças (até aos 10 anos) – 8,00 €.

6.    Encontro de Crismandos com o Senhor Bispo

No próximo dia 5 de Junho, às 21:30 horas, haverá, na Igreja Paroquial, um encontro dos Crismandos com o Senhor Bispo.

Convidamos os Pais e Padrinhos dos Crismandos a participarem neste encontro.


©2018 Paróquia de São Pedro de Barcarena