Recentes

Nº215 03-12-2017

Anteriores

Nº215 - 03-12-2017

NA BARCA DA FÉ

 

ESPERAR PELA VINDA DO SENHOR

Que significa esperar pela vinda do Senhor?

Há dois tipos de espera: a de quem, ao caçar durante a noite, se perdeu na floresta e espera pelo nascer do sol. Não faz absolutamente nada, deixa que o tempo passe para que o dia surja. Diferente é a espera da moça que foi convidada para uma festa. Como passa o tempo enquanto espera que o seu namorado a venha buscar? Não fica inactiva: toma banho, pinta-se, penteia-se, perfuma-se.... prepara-se e embeleza-se.

O cristão não espera passivamente a vinda do seu Senhor. Trabalha, empenha-se em alguma coisa. Espera que o Senhor faça surgir um mundo novo, mas colabora para o construir.

As trevas e a incerteza da hora lembram a imagem do ladrão que chega sempre de improviso. S. Marcos não faz referência a esta imagem que, ao invés, é usada por Mateus (Mt 24, 42-44) e S. Lucas (Lc 12, 37-39) e que é retomada com frequência em outros livros do Novo Testamento: “Se não vigiares, virei a ti como um ladrão, e não saberás a que horas virei (Apoc 3, 3).

O Advento é tempo de espera. O cristão vigia sempre que estiver atento ao que acontece à sua volta, sempre que for o primeiro a acolher os sinais dum novo dia, e souber ler em todos os acontecimentos o projecto de salvação de Deus. Por isso, a insistência quase “excessiva” do verbo “vigiar” no Evangelho deste Domingo (Mc 13, 33-37).

O vosso Pároco,

Padre Mário Faria Silva



VIVER A PALAVRA - DOMINGO I DO ADVENTO – Ano B

LEITURA I – Is 63, 16b-17. 19b; 64, 2b-7; SALMO – Sal 79 (80), 2 e 3. 15-19; LEITURA II – 1 Cor 1, 3-9; EVANGELHO – Mc 13, 33-37

As preocupações do dia-a-dia tendem a contrair Deus a poucos minutos ao longo da minha semana de trabalho. As orações são feitas à pressa, porque estou sempre atrasado para algum compromisso. A missa torna-se, facilmente, em mais uma atividade, típica de fim-de-semana, entre muitas. O cansaço e as preocupações do corpo ganham sempre à necessidade que a minha alma tem de se alimentar da palavra de Deus, neste Domingo, o profeta Isaías descreve-me a dinâmica que rapidamente se estabelece entre as almas distraídas com as coisas do mundo, (como a minha, e Deus).

A liberdade que eu tenho de ir por onde quero faz-me afastar-me muito de Deus, com consequências para mim e para os que me rodeiam “Porque nos deixais, Senhor, desviar dos vossos caminhos e endurecer o nosso coração, para que não Vos tema? Voltai, por amor dos vossos servos e das tribos da vossa herança. Oh se rasgásseis os céus e descêsseis! Ante a vossa face estremeceriam os montes!”(Is 63, 16b-17. 19b).

O Evangelho apresenta-me uma solução simples para contrariar esta minha tendência natural: vigiar e orar. “Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Acautelai-vos e vigiai, porque não sabeis quando chegará o momento. Será como um homem que partiu de viagem: ao deixar a sua casa, deu plenos poderes aos seus servos, atribuindo a cada um a sua tarefa, e mandou ao porteiro que vigiasse. Vigiai, portanto, visto que não sabeis quando virá o dono da casa: se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se de manhãzinha; não se dê o caso que, vindo inesperadamente, vos encontre a dormir. O que vos digo a vós, digo-o a todos: Vigiai!»” (Mc 13, 33-37).

Paulo Chambel Leitão



VIVENDO A FÉ - Tempo do Advento - Rumo ao Natal!

Estamos a iniciar o novo Ano Pastoral e, todos juntos, começamos a caminhada que nos vai preparar para acolher Jesus que, uma vez mais, quer nascer no nosso coração.

Escolhemos como tema da nossa caminhada: Onde está o teu Irmão?

Aquilo que se pretende é, por um lado, ajudar as crianças, os jovens e as famílias a descobrirem os "irmãos" que precisam de ajuda e, por outro lado, contribuir para que cada um de nós vá ao encontro de quem mais precisa, através de atitudes e de gestos concretos.

O que fazer em concreto?

Definir, em família, o que partilhar com os mais necessitados da Paróquia e entregar os bens a partilhar nos ofertórios das Missas Vespertinas e Dominicais.

Na Catequese, cada criança vai receber um ou mais marcadores com a mensagem: "Somos todos obra das mãos de Deus!". Cada criança é convidada a ver onde está o "irmão" que precisa da sua ajuda, estímulo... e, por isso, entrega-lhe a mensagem/marcador que pintou.

Os Adolescentes são convidados a enviar, via SMS, mail, Twitter, uma mensagem a um ou a vários amigos: "Somos todos obra das mãos de Deus!" e/ou "Tu és meu irmão!".

Não perderemos de vista que, neste Ano Pastoral, somos convidados a dar especial atenção à Palavra de Deus. É na Bíblia que descobrimos a Palavra de Deus. Essa Palavra é Luz. Com Ela não andaremos às escuras e seremos Luz no Mundo.

Esta semana somos convidados a deixar-nos iluminar por:

Is 64, 4.7 -"Senhor, vós saís ao encontro dos que praticam a justiça erecordam os vossos caminhos ... Vós porém, Senhor, sois nosso Pai e nós barro de que sois o oleiro. Somos todos obra das Vossas mãos".

Mc 13, 33 -"Acautelai-vos e vigiai".

Reflexão e Compromisso

O nascimento de Jesus foi o princípio de muitas coisas boas para os homens do mundo inteiro. Todos temos em nós coisas boas. Ao longo desta semana, o desafio é fazer crescer uma das nossas qualidades. 

Diácono Carlos M. Borges



VIDA PAROQUIAL

1.    Dia de Santa Bárbara – 4 de Dezembro

Na próxima Segunda-Feira, dia 4 de Dezembro, a Igreja celebra a Festa Litúrgica de Santa Bárbara. Na Igreja Paroquial, às 12:00 horas, haverá Missa Solene em honra de Santa Bárbara e em sufrágio por todos os falecidos que trabalharam na Fábrica da Pólvora.

2.    Solenidade da Imaculada Conceição da Virgem Maria

Na próxima Sexta-Feira, dia 8 de Dezembro, a Igreja celebra a Solenidade da Imaculada Conceição da Virgem Maria, Padroeira de Portugal. O horário das Missas é o horário de Domingo:

Queluz de Baixo – 9:00 horas Leceia, Tercena e Valejas – 10:30 horas Barcarena (Igreja Paroquial) – 12:00 horas

Às 17:00 horas, haverá, em Tercena, a Festa dos Auxiliares da Legião de Maria.

3.    Confissões de Preparação para o Natal

Domingo, dia 10 de Dezembro, às 9:30 horas, Valejas. Quarta-Feira, dia 13 de Dezembro, às 21:30 horas, Barcarena. Quinta-Feira, dia 14 de Dezembro, às 10:30 horas, Centro de Dia. Quinta-Feira, dia 14 de Dezembro, às 21:30 horas, Tercena. Sexta-Feira, dia 15 de Dezembro, às 21:30 horas, Queluz de Baixo. Domingo, dia 17 de Dezembro, às 9:30 horas, Leceia.

4.    Confissões de Preparação para o Natal – Crianças da Catequese

As Confissões das Crianças da Catequese vão decorrer na Igreja Paroquial, no dia 16 de Dezembro (Sábado). As Crianças/Adolescentes devem estar na Igreja Paroquial, o mais tardar, às 14:30 horas.

5.    Encerramento da Catequese

Devido ao período de férias de Natal, a Catequese encerra no dia 16 de Dezembro, reabrindo no dia 6 de Janeiro de 2018.

6.    Bênção das Grávidas

No dia 17 de Dezembro, durante a Missa Dominical das 12:00 horas, em Barcarena, vai ter lugar a Bênção das Grávidas da nossa Paróquia.

Os casais que quiserem participar nesta Celebração terão que se inscrever, presencialmente ou via telefone, na Secretaria Paroquial, dentro do seu horário de funcionamento: 3ª Feira, das 16:30 às 18:30 horas; 5ª Feira, das 11:00 às 13:00 horas; 6ª Feira, das 19:00 às 21:00 horas.

7.    Rezar no Advento

O Grupo de Jovens está a vender um livrinho com o título “Rezar no

Advento”. É uma publicação das Edições Salesianas e pode ser uma óptima proposta de Oração para o Tempo do Advento.


©2017 Paróquia de São Pedro de Barcarena