Nº168 30-10-2016

Anteriores

Nº168 - 30-10-2016

NA BARCA DA FÉ

 

SÓ QUEM SE SENTE AMADO SE CONVERTE AO AMOR

Com que olhos observamos quem está ao nosso lado: com os de Jesus com os da multidão que em Zaqueu vê apenas o mal (Lc 19, 1-10)? Não continuamos a definir as pessoas com base nos seus defeitos? Não sou capaz, pessoalmente, de dizer que alguém é um bêbado, uma prostituta, um drogado, etc. Porque eles não são a mesma coisa que a “bebedeira”, a “prostituição”, a “droga”; eles não são o mal…

Quero acreditar sempre que são muito mais que isso. Têm um nome, recebido no Baptismo, e são, por isso, filhos bem amados de Deus. Têm limitações, certamente, mas também muito boas qualidades. Porque hei-de eu reparar e sublinhar apenas e só o aspecto negativo?

Para quem tenta o olhar de Jesus não há “casos impossíveis”, nem há “pessoas irrecuperáveis”. A vida tem-me ensinado isto mesmo, no meu contacto, todos os dias, com pessoas em situação de carência, vulnerabilidade e com falta de competências, sejam elas individuais, sejam sociais.

Verdade, nunca consegui transformar um coxo num campeão de futebol (nem treinador sou!), mas sempre se pode (e deve!) conseguir fazer alguma coisa. Duvidamos porventura de que a Palavra de Deus possa fazer também hoje milagres, como os fez no tempo de Jesus? O caso de Zaqueu parecia a todos um caso “desesperado”. O próprio Jesus tinha dito: “É mais fácil um camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus” (Lc 18, 25) e, no entanto, o que é impossível aos homens é possível a Deus (Lc 18, 27).

O que é que ganharam aqueles que olhavam para Zaqueu de cima para baixo? Nada. Com as suas condenações acabaram por torná-lo ainda pior. Se deixássemos, duma vez por todas, os olhares severos e ferozes, dos juízes, dos acusadores, que impedem as pessoas de encontrar o único olhar que salva, o olhar terno de Jesus?!

O vosso Pároco,

Padre Mário Faria Silva



VIVER A PALAVRA - DOMINGO XXXI DO TEMPO COMUM – ANO C

Sab 11, 22-12, 2; Sal 144 (145); 2 Tes 1, 11-2, 2; Lc 19, 1-10

“Com efeito, o Filho do homem veio procurar e salvar o que estava perdido” (Lc 19,10). Assim termina a leitura do evangelho deste domingo em que Jesus entrou em casa de Zaqueu e o ajudou a reconhecer o seu pecado e a entrar em conversão. Será que depois disso Zaqueu não voltou a pecar? Seguramente que sim mas agora tinha-se encontrado com o Deus que ama os pecadores.

No livro da Sabedoria Deus é descrito desta forma: “Vós amais tudo o que existe e não odiais nada do que fizestes; porque, se odiásseis alguma coisa, não a teríeis criado. E como poderia subsistir, se Vós não a quisésseis? Como poderia durar, se não a tivésseis chamado à existência? Mas a todos perdoais, porque tudo é vosso, Senhor, que amais a vida” (Sab 11, 24-26).

Se Deus dá a vida porque ama, porque é essa a sua natureza, então só pode querer salvar a ovelha perdida, o pecador que se arrepende, o filho que volta à casa paterna. A misericórdia de Deus manifesta-se assim no meu pecado, deixando-me livre para aceitar o caminho de volta que é o perdão. É esta também a missão da Igreja: manifestar no mundo o amor de Deus pelos pecadores, através de cada comunidade cristã.

Quando uma comunidade cristã aceita os pecadores e quando os pecadores aceitam, na comunidade, o perdão de Deus através dos irmãos e do sacramento, dá-se o que São Paulo escreve aos Tessalonicenses: “o nome de Nosso Senhor Jesus Cristo será glorificado em vós, e vós n’Ele, segundo a graça do nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo”. Passa a descobrir-se que a vida é uma graça e que até o pecado, que faz parte integrante da minha natureza, me pode aproximar de Deus se me fizer humilde e me levar a apoiar-me em Deus e a não condenar nem julgar os outros mas a perdoar como sou perdoado. 

Zé Chambel Leitão



VIVENDO A FÉ - Jornada Mundial da Juventude

Um testemunho …

Entre os dias 20 de Julho e 2 de Agosto, o Grupo de Jovens da Paróquia de Barcarena participou num evento forte e especial para os Jovens de todo o mundo: a Jornada Mundial da Juventude 2016, em Cracóvia 2016.

Este foi um dos objectivos traçados e alcançado pelo nosso Grupo!

A viagem rumo a Polónia parecia interminável, tal era a ansiedade e o prazer de, em conjunto, estarmos a viver aquela experiência.

Durante a primeira semana (Pré-Jornada), passada em Varsóvia, fomos hospedados em famílias da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima. Estivemos inseridos na Comunidade Paroquial e participamos em todas as actividades que a Paróquia tinha preparado para nós.

Foi uma experiência única e íntima, em contacto directo com uma realidade que nos é familiar, uma comunidade com Cristo e em Cristo.

Após esta semana preparatória, eis que chega a segunda semana desta aventura: A semana da Jornada Mundial da Juventude, já em Cracóvia. O Grupo de Jovens de Barcarena estava pronto para se juntar aos cerca de três milhões de Jovens que aguardavam pela chegada do Santo Padre, o Papa Francisco.

Sem dúvida que avistar o Santo Padre, mais do que uma vez durante estes dias, foi uma experiência única e especial.

Igualmente especial foi viver esta experiência, rodeado de Jovens de todo o Mundo, juntos pelo mesmo Ideal, pela Paz, pela União dos Povos. Foi impressionante ver/sentir a alegria contagiante de todos aqueles Jovens que não baixam os braços, Jovens fortes, Jovens de Fé, Jovens de Cristo. É esta a essência de um Jovem, é esta a essência de um Cristão.

A viagem de regresso foi igualmente acompanhada pela ansiedade, não só pela saudade de quem estivemos longe durante duas semanas, mas também pela enorme vontade de partilhar esta experiência: É possível alcançar grandes feitos, estando unidos e tendo Jesus Cristo como nosso Guia.

Obrigado a todas as famílias que nos acolheram na Polónia e a todos vós que tornaram possível esta aventura, uma aventura que ficará para sempre na nossa memória.

“Bem-Aventurados os Misericordiosos porque alcançarão Misericórdia”. 

Fábio Simões



VIDA PAROQUIAL

1.    Obras de Conservação e Restauro na Igreja Paroquial

As obras de conservação e restauro a realizar em todos os retábulos da Igreja Paroquial vão iniciar na próxima segunda-feira, dia 31 de outubro.

Enquanto decorrerem as obras, não haverá Missa durante a semana. Aos Sábados e Domingos a Igreja funcionará normalmente.

2.    Dia 1 de novembro – Solenidade de Todos os Santos

Na próxima terça-feira, dia 1 de novembro a Igreja celebra a Solenidade de Todos os Santos. É dia de preceito. Os Católicos devem participar na Missa.

O horário das Missas é o horário de Domingo: Queluz de Baixo, às 9:00 horas, Tercena e Valejas, às 10:30 horas, Barcarena, às 12:00 horas.

De forma antecipada, às 16:00 horas, no Cemitério, será celebrada Missa da Comemoração dos Fiéis Defuntos.

3.    Dia 2 de novembro – Comemoração dos Fiéis Defuntos

Na próxima quarta-feira, dia 2 de novembro a Igreja celebra a Comemoração dos Fiéis Defuntos. Haverá Missa em Tercena, às 9:30 horas, e em Queluz de Baixo, às 19:00 horas.

4.    Exposição do Santíssimo Sacramento – Queluz de Baixo

Na próxima 6ª Feira, dia 4 de novembro, entre as 18:00 e as 18:45 horas, haverá Adoração ao Santíssimo Sacramento, em Queluz de Baixo.

5.    Festa da Luz/Festa da Palavra - Tercena

No próximo sábado, dia 5 de novembro, durante a Missa Vespertina, às 19:00 horas, as Crianças da Catequese (3º e 4º Anos) vão celebrar a Festa da Luz/Festa da Palavra.

6.    Missa Vespertina com Crianças em Barcarena

No próximo sábado, dia 5 de novembro, às 15:00 horas, na Igreja Paroquial, recomeçará a Missa Vespertina com Crianças.

7.    Vigília Ecuménica de Oração

No próximo sábado, dia 5 de novembro, às 21:30 horas, na Capela de S. Sebastião, vai ter lugar uma Vigília Ecuménica de Oração, preparada pelo Grupo de Jovens, e que contará com a presença de irmãos nossos pertencentes a outras Confissões Religiosas. Todos são convidados.

8.    Musical Partimos-Vamos-Somos 300 Anos do Patriarcado de Lisboa

Nos próximos 18 de novembro, às 21:30 horas, 19 de novembro, às 18:15 e às 21:30 horas e 20 de novembro, às 16:30 e às 21:30 horas, vai ter lugar, no Teatro Tivoli, em Lisboa, o Musical Partimos-Vamos-Somos

Todos são convidados a participar.

Os bilhetes podem, por exemplo, ser adquiridos na FNAC e na Worten.


©2019 Paróquia de São Pedro de Barcarena