Nº162 18-09-2016

Anteriores

Nº162 - 18-09-2016

NA BARCA DA FÉ

 

SOMOS ADMINISTRADORES DOS BENS DE DEUS

Os homens não são patrões, mas administradores dos bens de Deus. Até as obras que tiverem realizado com as suas mãos e o dinheiro que tiverem ganho com suor do seu rosto, não lhes pertence, mas a Deus. Diz um documento do Concílio Vaticano II: “Deus destinou a terra a todos e tudo o que ela contém deve estar ao serviço de todos” (Gaudium et Spes, 69). E S. Basílio, um famoso bispo dos primeiros tempos da Igreja, afirmava: “Não serás ladrão quando consideras tuas as riquezas deste mundo, riquezas que te foram entregues só para as administrares?”.

O dinheiro que se possui não deve ser desperdiçado. Não se trata de convidar os vagabundos e os preguiçosos que se encontram pelas ruas e dizer-lhes: “Entrai em minha casa; fazei o que quiserdes dela; podeis levar tudo!”. Não. Esta seria uma ideotice, como é obvio, que não teria utilidade para ninguém. Serviria só para aumentar a miséria e para favorecer os ociosos.

O que Jesus quer fazer compreender é que a única forma “astuta” de utilizar os bens deste mundo é servir-se deles para ajudar os outros, para os tornar seus amigos. Serão eles a acolher-nos na vida.

Procuremos perguntar-nos como é que administramos nós hoje os bens do Patrão. Perguntemo-nos, por exemplo, como usam a sua inteligência e as suas capacidades o comerciante, o médico, o enfermeiro, o político, o professor cristãos: Para acumular dinheiro para si mesmos ou para fazer muitos amigos entre as pessoas mais pobres e mais necessitadas de ajuda?

Jesus conclui o ensinamento do Evangelho deste Domingo (Lc 16, 1-13) afirmando que “nenhum servo pode servir a Deus e ao dinheiro”. Nós gostaríamos de obter as graças de ambos os “patrões”: daríamos ao primeiro o Domingo e ao outro os dias da semana. Mas não é possível, porque eles dão ordens contraditórias. É impossível obedecer aos dois!...

O vosso Pároco

Padre Mário Faria Silva



VIVER A PALAVRA - XXV DOMINGO DO TEMPO COMUM – ANO C

LEITURA I Am 8, 4-7; LEITURA II 1 Tim 2, 1-8; EVANGELHO – Lc 16, 1-13

Escutai bem, vós que espezinhais o pobre equereis eliminar os humildes da terra. Vós dizeis: «Quando passará a lua nova, para podermos vender o nosso grão? Quando chegará o fim de sábado, para podermos abrir os celeiros de trigo? Faremos a medida mais pequena, aumentaremos o preço, arranjaremos balanças falsas.

Compraremos os necessitados por dinheiro e os indigentes por um par de sandálias. Venderemos até as cascas do nosso trigo». Mas o Senhor jurou pela glória de Jacob: «Nunca esquecerei nenhuma das suas obras».” (Am 8, 4-7).

Paulo, não descarregues as tuas frustrações nos que dependem de ti na família e no trabalho. Não te esforces em encontrar soluções no trabalho que te facilitem a vida e dificultem a vida aos outros.

Caríssimo: Recomendo, antes de tudo, que se façam preces, orações,súplicas e acções de graças por todos os homens, pelos reis e por todas as autoridades, para que possamos levar uma vida tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade.” (1Tim 2, 1-2)

Paulo, arranja tempo para rezar e quando rezares não peças só pelos teus problemas e por aqueles de quem gostas. Reza também por aqueles que te perseguem, de quem não gostas e por quem tu achas que não te respeita.

Nenhum servo pode servir a dois senhores, porque, ou não gosta de umdeles e estima o outro, ou se dedica a um e despreza o outro. Não podeis servir a Deus e ao dinheiro».”(Lc 16, 13).

Paulo, não penses mais em como arranjar dinheiro do que em Deus. Pensa e anseia por Deus e despreza o dinheiro. Dá aos outros o dinheiro que te faz falta. 

Paulo Chambel Leitão



VIVENDO A FÉ - Padre Mário, 5 anos na nossa Paróquia...

Parece que foi ontem e já estamos a celebrar 5 anos da presença do Padre Mário em Barcarena.

Já passaram cinco anos desde o dia em que o acolhemos e em que ele nos acolheu.

O momento da sua chegada não foi fácil para a nossa comunidade. Os desafios a enfrentar eram grandes. Algumas dúvidas e inquietações “pairavam no ar”, mas também uma fé fortíssima de que tudo estava nas mãos do Pai.

Durante a Missa da sua tomada de posse, em 2011, o Padre Mário afirmava: “Nãovim para fazer a minha vontade, mas também não vim para fazer a vossa vontade … Nenhum Padre faz nada sozinho… O resultado do nosso esforço dependerá da colaboração de todos”.

Há 5 anos que o Padre Mário está entre nós. Veio para ser o nosso Pároco e um cristão como nós, sedento de criar uma comunidade viva no amor à Igreja e a Jesus Cristo.

Durante estes 5 anos de trabalho intenso, uma das suas maiores preocupações tem sido empreender uma pastoral de proximidade, de acolhimento e de serviço, fazer com que a Igreja, como diz o Santo Padre seja a “casa aberta do Pai”.

Muita obra feita durante estes 5 anos, mas os desafios não acabaram. São muitos os sonhos e um grande desejo de continuar a olhar para tantos irmãos que, em época de dificuldade como a que vivemos, procura em Deus uma resposta segura.

As palavras do nosso Patriarca durante a homilia da Missa das Ordenações, em 26 de Junho passado, sintetizam bem estes 5 anos do Padre Mário entre nós. “Na vida de um padre não há lugar para recortes ou demoras, nocoração ou na agenda. … Quando, como padres, vos aproximardes de alguém ou alguém se aproximar de vós, apenas será “Reino” o que for integralmente proposto e decisivamente vivido. … Pelo vosso modo definitivo de viver, pela decisão sem retorno que tomais, pela misericórdia a preencher-vos os dias, anunciareis a vinda de Cristo à Jerusalém do mundo, a Páscoa de Cristo a quantos a esperam, o Reino de Deus finalmente aqui”.

Diácono Carlos M. Borges



VIDA PAROQUIAL

1.    Catequese de Adultos – Inscrições e Início da Catequese

No início do mês de Outubro vai ter início a Catequese para Adultos que desejem receber os Sacramentos da Iniciação Cristã (Batismo, Crisma e Eucaristia) ou, simplesmente, o Sacramento do Crisma.

As inscrições deverão ser feitas no Cartório Paroquial até ao final deste mês de Setembro.

2.    Catequese da Infância e da Adolescência – Inscrições/Início da Catequese Inscrições

As inscrições para a Catequese da Infância e da Adolescência estão abertas e podem ser feitas no Cartório Paroquial, ou junto das Coordenadoras da Catequese de cada lugar.

Só fazem a inscrição as Crianças e Adolescentes que vão frequentar a Catequese na nossa Paróquia pela 1ª vez.

Juntamente com a ficha de inscrição é necessário entregar fotocópia de documento comprovativo do batismo da Criança/Adolescente.

Início da Catequese

Este ano, em todas as Comunidades a Catequese vai funcionar apenas ao Sábado (Barcarena – 14:00 horas; Tercena – 17:45 horas (Centro de Infância); Queluz de Baixo – 18:00 horas.

O início da Catequese está marcado para o primeiro sábado de Outubro (dia 1 Outubro).

3.    Encontros para Jovens e Adultos (Caminho Neocatecumenal)

A partir do próximo dia 26 de Setembro, todas as segundas e quintas feiras, às 21:30 horas, numa das salas de reuniões da Igreja de Barcarena, irão decorrer encontros destinados a Jovens e Adultos, orientados pelo Caminho Neocatecumenal.

Todos estão convidados a participar nestes encontros.

4.    Reunião do Conselho Pastoral

No próximo dia 2 de Outubro, pelas 20:30 horas, no Centro Jovem (Queluz de Baixo) terá lugar uma Reunião do Conselho Pastoral.

Pede-se aos Senhores Conselheiros que tomem, desde já, nota desta data.


©2019 Paróquia de São Pedro de Barcarena