Nº7 - 17-02-2013

Anteriores

Nº7 - 17-02-2013

NA BARCA DA FÉ

 

Chamados a partilhar Caminhos

Os caminhos que implementarmos para a realização do bem comum são construções de Paz, adverte-nos o Papa Bento XVI

Na prossecução da sua Missão o Centro social e Paroquial de Barcarena tem  vindo a desenvolver a sua ação de intervenção na comunidade numa relação cada vez mais estreita com a Paróquia, procurando seguir e pôr em prática os ensinamentos da Igreja no âmbito da Pastoral sócio caritativa.

Partindo do princípio do reconhecimento de que toda a Pessoa é um ser criado à imagem e semelhança de Deus e portanto, merecedor de todo o cuidado e atenção numa perspetiva de caridade cristã é, no entanto, junto dos mais frágeis e vulneráveis que o Centro Paroquial encontra a razão da sua intervenção.

Num “Percurso feito Vida” em espírito de servir e cuidar cada vez melhor tem sido dada especial atenção à Resposta social de Apoio Domiciliário. Este Serviço, pela diversidade dos problemas que apresenta exige que se encontrem respostas adequadas e diferenciadas que respondam efetivamente às necessidades identificadas, conduzindo a uma maior satisfação do cliente pelo melhor cuidado prestado. Assim a Direção do Centro propõe-se iniciar um serviço de fornecimento de refeições e cuidados de higiene pessoal aos fins-de-semana e feriados, assim como o fornecimento de um reforço para jantar e a oferta de um serviço de fisioterapia ao domicílio.

Sendo uma preocupação constante a qualidade da alimentação quer na confeção, quer no acondicionamento e distribuição, irão ser adquiridos para brevemente serem implementados os “menumobile”: tabuleiros térmicos que permitem a entrega de refeições ao domicílio nas melhores condições preservando a qualidade e temperatura dos alimentos.

Crentes no cumprimento dos objetivos a que nos propomos, não é demais todo o investimento que se possa fazer, apesar do grande encargo que representa para o Centro Paroquial, para melhor cuidar e garantir a satisfação e bem-estar daqueles a quem servimos.

“A caridade fraterna, nas circunstâncias concretas da nossa sociedade, é um chamamento exigente da nossa peregrinação de Fé” – in” A Peregrinação da Fé”

Maria Adelaide Pereira

Diretora técnica-CSPB



VIVER A PALAVRA - DOMINGO I da Quaresma

Dt 26, 4-10 – Salmo 90 (91) – Rom 10, 8-13 – Lc 4, 1-13

“Nem só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus” (Mt 4, 4).

Estas são as palavras com que aclamamos o Evangelho neste Primeiro Domingo da Quaresma e que Jesus pronunciou quando “cheio do Espírito Santo, se retirou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto,onde esteve durante quarenta dias, e era tentado pelo diabo” (Lc 4, 1-2).

Todos os dias e, em particular, na eucaristia dominical, Deus prepara um banquete para os seus filhos oferendo-lhes a Sua Palavra e o Corpo e o Sangue do Seu Filho, que têm o poder de nutrir e transformar a vida daquele que crê.

Na primeira leitura, Israel proclama a história de salvação de um povo disperso que, pela fé, foi resgatado e trazido para o número dos filhos, herdeiros da promessa.

“Meu pai era um arameu errante: desceu ao Egipto (…). Então os egípcios maltrataram-nos, oprimindo-nos e impondo-nos dura escravidão.Clamámos ao Senhor, Deus de nossos pais, e o Senhor ouviu o nosso clamor, viu a nossa humilhação, os nossos trabalhos e a nossa angústia,e tirou-nos do Egipto (…) com grandes milagres, sinais e prodígios. (…) e deu-nos esta terra, terra onde corre leite e mel” (Dt 26, 5-9).

No início do tempo forte da conversão, onde estou eu na história de salvação que Deus projetou para mim?

Acredito que esta promessa feita a nossos pais também me é dirigida?

Ando errante e confundida atrás de outros deuses, no meio de trabalhos e angústias?

Tenho consciência de que em cada dia sou tentada com propostas que me desviam dos mandamentos de Deus, do amor ao próximo, e me fazem olhar só para mim?

Reconheço os milagres, sinais e prodígios que Deus faz na minha vida?

Diz-nos S. Paulo “se confessares com a tua boca: «Jesus é o Senhor», e acreditares no teu coração que Deus o ressuscitou de entre os mortos, serás salvo”. Porque “todo o que Nele acreditar não será confundido” (Rm 10, 9.11). E ainda “ninguém pode dizer: «Jesus é Senhor», senão pelo Espírito Santo” (1 Cor 12,3).Todos os domingos o afirmamos quando proclamamos o Credo. “Esta é a nossa fé!”

Com o eco das leituras deste domingo, possa o nosso coração abrir-se ao Espírito que nos faz reconhecer como herdeiros do Senhor que nos adestra as mãos para a luta (Sl 144, 1) e que nos conduz para a salvação que brota do mistério da morte e ressurreição de Jesus Cristo.

Filipa Aguiar Ferreira



VIVENDO O ANO DA FÉ - Firma os teus passos. Afirma a tua Fé!

O tempo da Quaresma está todo orientado para a festa da Páscoa, a maior solenidade do povo cristão. A Quaresma é um tempo “forte”, um tempo para viver a Fé com maior empenho. A Vigília Pascal, que celebra a Ressurreição de Cristo, é a “noite batismal” por excelência. Antigamente a Igreja administrava o Batismo apenas nesta noite, “mergulhando” o crente na morte e ressurreição de Jesus e tornando-o nova criatura. Esta alegre meta requer uma intensa preparação não só daqueles que receberão o batismo, mas também de toda a comunidade cristã que redescobre a sua condição de batizada. Daqui brota o compromisso de conversão. Abandonando o pecado, o crente, com a graça de Deus, torna-se testemunha de uma “vida nova”. Assim, também ele pode considerar-se um ressuscitado com Cristo Senhor!

A Quaresma é, portanto, um tempo de redescoberta do batismo e de conversão. O jejum e a abstinência que nos são pedidos neste tempo devem ser acompanhados pelo escutar a Palavra de Deus: “Nem só de pão vive o homem, mas de toda a Palavra que sai da boca de Deus” (Mt 4, 4). Como forma de penitência, o jejum ajudará o cristão a libertar-se das suas paixões e dos seus instintos. Também a oração, vivida como um encontro e diálogo sincero com Deus, ajudará a “transfigurar” a vida. A Quaresma, tempo favorável à conversão, convida à Fé, convida a orientar a vida para Cristo. “Sepultados com Ele, foi também com Ele que fostes ressuscitados, pela fé que tendes no poder de Deus …” (Cl 2, 12).

Firma os teus passos. Afirma a tua fé! Este foi o lema que escolhemos para, nos prepararmos para a celebração dos Mistérios Pascais. Como “atitude” para esta 1ª Semana da Quaresma lançamos o desafio: Confia… a Jesus a tua vida. Cada família é, também, convidada a rezar, em conjunto.

Oração:

Como o atleta treinado para saltar por cima das barreiras, estou pronto, Senhor, para ultrapassar todos os obstáculos: o obstáculo da inveja, o obstáculo da maldade, o obstáculo da mentira… e à chegada, Senhor, Tu me acolherás com um abraço. Lembra-te de mim, Senhor, e dá-me coragem.

Vencer um defeito ou um vício eis a proposta para esta semana!

Carlos Manuel Borges



VIDA PAROQUIAL

1.    Quaresma – Dias de Jejum e de Abstinência

De acordo com as orientações da Igreja, a próxima Sexta-Feira é dia de Abstinência.

São obrigados à abstinência todos os Cristãos que completaram os 14 anos de idade.

O que significa fazer Abstinência?

Abstinência significa não comer carne ou outros produtos dispendiosos.

 

2.    Via-Sacra em Tercena

Sexta-Feira, dia 22 de Fevereiro, pelas 16:00 horas, na Igreja de Tercena, haverá a Celebração da Via-Sacra, com os idosos do Centro Social e Paroquial e com todos os Paroquianos que nela desejarem participar.

 

3.    2º Encontro de Jovens da Vigararia de Oeiras

No próximo dia 24 de Fevereiro (Domingo), entre as 14:00 e as 16:00 horas, vai ter lugar, no Centro Paroquial de Nova Oeiras, o 2º Encontro Vicarial de Jovens. Todos os jovens da nossa Comunidade são convidados a participar neste encontro, especialmente os jovens que estão a fazer a sua preparação para o Sacramento do Crisma.

A seguir ao encontro terá lugar a Via-Sacra Vicarial, que começa às 16:00 horas. Apelo à presença dos Jovens de todos os Paroquianos nesta celebração da Via-Sacra.

 

4.    Sacramento do Crisma

Este ano o Sacramento do Crisma será administrado no dia 18 de Maio, numa única celebração para todas as Paróquias da Vigararia de Oeiras.

 

5.    Profissão de Fé

Tal como consta no Calendário Paroquial, na nossa Paróquia, a Profissão de Fé vai ter lugar no dia 19 de Maio.

 

6.    Catequeses Quaresmais na Sé Patriarcal

Todos os Domingos da Quaresma, às 18:00 horas, terá lugar, na Sé Patriarcal de Lisboa, as Catequeses Quaresmais de D. José Policarpo, Cardeal Patriarca de Lisboa. Estas Catequeses vão ter transmissão em direto na internet e na televisão. 


©2019 Paróquia de São Pedro de Barcarena