Nº142 06-03-2016

Anteriores

Nº142 - 06-03-2016

NA BARCA DA FÉ

 

SALVOS PELO AMOR DO PAI

Quanto mais medito na parábola do “Filho Pródigo” (Lc 15, 11-32), mais firmemente convencido fico da salvação de todos. É esta a virtude da “esperança”. É preciso ter coragem para acreditar, contra todas as aparências, que o amor de Deus acabará por ser mais forte que a nossa maldade. Não estou a dizer, de todo, que, no fim, o Senhor “fechará um olho”, “fará que não vê o mal” e introduzirá bons e maus no paraíso. Isto não seria salvação.

Se uma pessoa está gravemente doente, se tem o rosto encovado pela febre, é inútil colori-la, por assim dizer, com cosméticos ou cobri-la com bonitas roupas, de modo a parecer que tem uma saúde de ferro. Será necessário curá-la realmente. Também o pecador não poderá ser feliz enquanto não abrir o seu coração ao Pai.

E se nunca abrir? Claro que o amor respeita a liberdade e não se pode impor. Todavia, nós sabemos o que acontece quando alguém se apaixona. Nunca perde a coragem, não desiste nem sequer depois de muitas recusas. A minha experiência diz-me que o jovem apaixonado acaba por ser sempre bem sucedido, conseguindo conquistar a pessoa que ama. Um dia obterá o “sim” esperado, livre e generoso.

Deus, Pai, ama perdidamente cada um dos(as) seus(suas) filhos(as). Vai Ele resignar-Se a uma derrota? Ele deixa que cada um de nós seja livre, como é evidente, mas “persegue-o” com o Seu amor. E como se trata de um amor omnipotente, como se poderá pensar que não conseguirá atingir o seu objectivo?

No Banquete da Vida gosto de imaginar e ver o Pai sempre à porta a deixar que todos entrem. E o Pai espera sempre muita gente!

O vosso Pároco,

Padre Mário Faria Silva



VIVER A PALAVRA - IV DOMINGO DA QUARESMA - ANO C

1ª Leitura - Jos 5,9a.10-12; 2ª Leitura - 2 Cor 5,17-21; Evangelho - Lc 15,1-3.11-32

As leituras deste Domingo lembram-me um programa americano intitulado Journey home” que se pode traduzir por “regresso a casa” (http://www.ewtn.com/tv/live/journeyhome.asp). Neste programa, são entrevistadas pessoas que professavam uma fé diferente da fé da Igreja católica e que se converteram ao catolicismo. Este programa é muito interessante porque estas pessoas dão um testemunho muito forte da sua fé, que foi conquistada e não herdada, como foi o meu caso. O facto de eu ter sido católico toda a minha vida faz com que tudo aquilo que a Igreja diz e faz pareça normal. Todavia, para estas pessoas que vêm de fora, a mensagem da Igreja Católica é para elas uma verdadeira Boa Nova.

Estas pessoas, tal como o povo Judeu, seguiram caminhos muito complicados, e por vezes, sofridos para chegar a “casa”: “No dia seguinte àPáscoa, comeram dos frutos da terra: pães ázimos e espigas assadas nesse mesmo dia. Quando começaram a comer dos frutos da terra, no dia seguinte à Páscoa, cessou o maná. Os filhos de Israel não voltaram a ter o maná, mas, naquele ano, já se alimentaram dos frutos da terra de Canaã.” (Js 5,11-12).

O programa de televisão, já referido, e o evangelho recordam-me que sou um filho adotivo de Deus que foge muitas vezes de casa do Pai para ir professar a fé: “agora vou fazer o que me apetece”. No entanto, Deus, na sua misericórdia, está sempre disposto a receber-me de volta com um beijo “…Quando ainda estava longe, o pai viu-o e, enchendo-se de compaixão, correu a lançar-se-lhe ao pescoço e cobriu-o de beijos. O filho disse-lhe: ‘Pai, pequei contra o Céu e contra ti; já não mereço ser chamado teu filho.’” (Lc 15, 20-21). Esta leitura claramente convida-me a pôr o meu orgulho de lado,a ganhar coragem e a aproximar-me da Igreja para receber o Sacramento da Confissão.

Paulo Chambel Leitão



VIVENDO A FÉ - Não PEQ’s +

Caminha na misericórdia

Entramos na IV Semana da Quaresma! Estamos cada vez mais próximos de celebrar a Páscoa da Ressurreição do Senhor!

A partir o próximo sábado, dia 12 de março, teremos na nossa paróquia várias celebrações do perdão (ver horários nos Avisos Paroquiais. A esse propósito, deixo-vos um pensamento do Beato Paulo VI “Os momentos de uma confissão sincera são talvez os mais doces, os mais reconfortantes, os mais decisivos da vida”. (Audiência Geral, 1 de marçode 1975)

O tema para esta II Semana é: Reconcilia-te!

Meditar:

Quando pensas em perdão o que te ocorre? Pedir perdão a alguém? Pedir perdão a Deus pelos teus pecados?

Não estás errado!

A reconciliação com aqueles que ofendeste e a reconciliação com Deus é fundamental para o reencontro com Ele.

E perdoares a quem te tenha magoado? Pensas nisso? Perdoares a quem te ofende, a quem te magoa, liberta o teu coração da mágoa que carregas.

Proponho-te que, durante esta semana, medites sobre isto e que, se estiveres magoado com alguém, que tentes reconciliar-te com essa pessoa.

E já agora!

Já pensaste em perdoar a ti mesmo? Perdoar/Aceitar as tuas fragilidades, as tuas falhas, as coisas que menos gostas e que fazem parte de ti?

Aceita-te como és!

Perdoa-te pelo que não és capaz de fazer, mas não desistas de melhorar!

Rezar:

Senhor, ensina-me a organizar o meu tempo, a escolher as minhas prioridades, ajuda-me a dar-Te tempo para Te conhecer melhor, para Te deixar entrar no meu coração. Ajuda-me a combater a preguiça, a inércia, as distrações, tudo o que me desvia da oração que me faz permanecer em Ti.

Agir:

Obra de Misericórdia Dar bons conselhos. Ensinar os ignorantes.

Diácono Carlos M. Borges



VIDA PAROQUIAL

1.    Celebração da Via Sacra em Tercena e em Queluz de Baixo

Todas as sextas-feiras: Tercena, às 14:45 horas (três menos um quarto);

Queluz de Baixo, às 18:15 horas (seis e um quarto).

2.    1º Aniversário da Morte do Pe. António Aguiar

Na próxima terça-feira, dia 8 de março, ocorre o 1º aniversário da morte do Pe António Aguiar.

As Missas de Tercena, às 9:30 horas, e a de Barcarena, às 19:00 horas, terão como intenção o Pe. António Aguiar.

3.    Adoração ao Santíssimo Sacramento em Tercena

Na próxima quinta-feira, dia 10 de março, entre as 16:00 e as 17:30 horas, haverá Adoração ao Santíssimo Sacramento, na Igreja de Tercena.

4.    Reunião de Catequistas

No próximo sábado, dia 12 de março, entre as 9:00 e as 13:00 horas, haverá uma reunião para os Catequistas do 1º ao 6º Catecismos, no Seminário de Alfragide.

5.    Via-Sacra organizada pelo Agrupamento de Escuteiros

No próximo sábado, dia 12 de março, após as Confissões, o Agrupamento de Escuteiros vai organizar uma Celebração da Via-Sacra.

Os Grupos de Catequese são convidados a participar nesta Celebração.

6.    Horários das Celebrações do Perdão (Confissões)

Grupos de Catequese e Catequistas –Sábado, dia 12 de março.

As crianças, adolescentes e jovens devem estar na Igreja Paroquial às 14:45 horas e, antes da Confissão, farão a preparação em grupo/ano. Comunidades de Valejas e Leceia –Domingo, dia 13 de março, antes e depoisda Missa Dominical.

Comunidade de Barcarena –Quarta-Feira, dia 16 de março, às 21:00 horas. Centro de Dia, em Tercena –Quinta-Feira, dia 17 de março, às 10:45 horas. Comunidade de Tercena –Quinta-Feira, dia 17 de março, às 21:00 horas.

Comunidade de Queluz de Baixo –Sexta-Feira, dia 18 de março, às 21:00horas.

7.    Contributo Paroquial

Nas Missas Vespertinas e Dominicais do próximo fim de semana, dias 12 e 13 de março, em todas as Comunidades da Paróquia, vai ser recolhido o Contributo Paroquial. O Contributo Paroquial destina-se a assegurar o normal funcionamento da Paróquia. Apelamos à vossa generosidade.


©2019 Paróquia de São Pedro de Barcarena