Nº133 03-01-2016

Anteriores

Nº133 - 03-01-2016

NA BARCA DA FÉ

 

EPIFANIA

O tempo de Natal começa e acaba com duas celebrações que se completam: o nascimento de Jesus e a Epifania. A primeira contempla a entrada na nossa história de Jesus, Filho de Deus, Filho da Virgem Maria. A segunda convida-nos a tomar consciência de que Ele veio para contactar com todos os homens, para nos manifestar o amor de Deus (“epifania” significa manifestação).

S. Lucas narra a visita dos pastores ao presépio. S. Mateus recorda que houve uma outra visita, a dos magos. Os primeiros eram homens simples e ignorantes, os últimos eram sábios, há muito fixados na esperança do Messias. Os pastores tinham sido despertados por um anjo e tinham percorrido um breve caminho, os magos tinham meditado longos anos e viajado longos dias. Uns e outros puderam ver o Messias Senhor, o Rei.

As estatísticas mostram que de ano para ano são menos as pessoas que vêm às nossas celebrações, que se casam pela Igreja, que mandam os filhos à catequese. Será que nós, em vez de manifestar Cristo, O ocultamos? Será que as nossas homilias, as nossas devoções, os nossos catecismos, ignoram cada vez mais as bem-aventuranças e a cruz e se fixam em coisas secundárias, teologias marginais (há margens à esquerda e à direita…) e formas que irritam a sensibilidade do nosso tempo?

Uma questão importante é a da linguagem. A Igreja soube dialogar com as várias épocas e não teve medo de falar as suas línguas. Importa que, desde as Encíclicas dos Papas às lições de catequese, passando pelas homilias dominicais, a Igreja fale como falam os homens, as mulheres, as crianças do tempo e do país em que se encontra.

O vosso Pároco,

Padre Mário Faria Silva



VIVER A PALAVRA - DOMINGO DA EPIFANIA DO SENHOR - ANO C

Is 60, 1-6; Sal 71 (72), 2. 7-8. 10-11. 12-13; Ef 3, 2-3a. 5-6; Mt 2, 1-12

“Levanta-te e resplandece, Jerusalém, porque chegou a tua luz e brilha sobre ti a glória do Senhor. Vê como a noite cobre a terra e a escuridão os povos. Mas sobre ti levanta-Se o Senhor, e a sua glória te ilumina. As nações caminharão à tua luz, e os reis ao esplendor da tua aurora” (Is 60,1-3).

A luz que chega é obviamente Jesus, que viria a dizer de si mesmo: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas mas terá a luz da vida” (Jo 8,12). Esta luz vem para iluminar a vida de todos os homens, de todas as nações da terra. Sem ela não sou capaz de ver qual o caminho para o céu porque “a noite cobre a terra”. A noite do pecado não me deixa ver os outros, reconhecê-los como irmãos, servi-los. A noite só me permite ver a mim próprio e às minhas necessidades: “a luz veio ao mundo, mas os homens preferiram as trevas à luz porque as suas obras eram más” (Jo 3,19).

O mesmo acontece aos povos e nações: sem esta luz sempre há uns que se acham superiores a outros, a começar pelo povo escolhido, o povo de Israel. A paz entre os povos começa na humildade, em reconhecer os outros como filhos de Deus.

Os Magos representam todos os que procuram o Senhor, os que aceitam sair da sua zona de conforto e expor-se a essa luz que dá uma vida nova. A paz no mundo começa na minha própria conversão, na prática da verdade, na prática “das boas obras que Deus já antes tinha preparado para que nelas andássemos” (Ef 2,10). A luz torna manifesto que estas obras são feitas em Deus.

A Encarnação de Jesus revela Deus às nações. As obras que Deus preparou para que eu as fizesse, são um dom que manifesta a Sua existência no tempo. São sinal de Jesus Cristo vivo hoje no mundo. 

Zé Chambel Leitão



VIVENDO A FÉ - O Amor de Deus é para todos!

A Festa da Epifania, que significa Manifestação do Senhor, sempre teve um grande significado para os cristãos. A Epifania celebra e realiza o Encontro entre Deus e o Homem, entre a Bondade e o Amor Infinito de Deus que se dá a conhecer à humanidade, sequiosa de verdade.

No Natal, Deus que, ao longo da história, tinha falado de muitos modos, tornou-se um de nós, o Emanuel, o Deus connosco! Escolheu a simplicidade, a pobreza, a aniquilação.

No Natal, Deus manifesta todo o Seu amor à humanidade tornando-se criança!

No Natal, o Menino-Deus dá-se a conhecer aos Pastores, pessoas simples.

Na Epifania, o Menino-Deus dá-se a conhecer aos Magos, homens sábios, mas humildes, sempre em busca da verdade que o Espírito de Deus pode trazer!

Os Magos enfrentam a fadiga, seguem os sinais de Deus (a estrela). Deus recompensa-os, dá-se a conhecer na Sua Verdade de Filho de Deus.

A Manifestação aos Magos sublinha o facto de que Jesus veio para todos, que a Sua salvação é para todos, que Deus quer dar-se a conhecer a todas as Nações de modo a que todos os povos possam acolhê-Lo como o seu Salvador.

O Amor de Deus é para todos!

Isto leva-nos a louvar o Senhor pelo Seu Amor Universal que nos envolve.

Num belíssimo texto, Santo Ambrósio afirma: “Tu mostraste-Te a mim, ó Cristo, face a face. Eu encontrei-Te nos teus Sacramentos”.

E, a Eucaristia é a Epifania de Cristo, a Epifania suprema. A Eucaristia não nos mostra apenas o Jesus terreno que os Magos viram, Homem entre os homens, mostra-nos também o Jesus morto e ressuscitado, o Jesus glorioso e universal, luz e força da Igreja.

Diácono Carlos M. Borges



VIDA PAROQUIAL

1.    Início do 2º Período da Catequese

As actividades da Catequese recomeçam no próximo fim de semana (dias 9 e 10 de Janeiro de 2016).

2.    Reunião do Secretariado Permanente do Conselho Pastoral

Domingo, dia 10 de Janeiro, pelas 21:00 horas, terá lugar, na Igreja Paroquial, uma reunião do Secretariado Permanente do Conselho Pastoral.

3.    Encontro Vicarial de Crismandos e Crismados com o Senhor Bispo

No próximo dia 17 de Janeiro, entre as 15:00 e as 17:00 horas, terá lugar, na Paróquia de Outurela, um encontro de Crismandos e Crismados com o Senhor Bispo.

4.    Encontro Vicarial dos Secretariados Permanentes do Conselho Pastoral

No próximo dia 17 de Janeiro, às 15:30 horas, terá lugar, na Paróquia de Queijas, um encontro dos Secretariados Permanentes do Conselho Pastoral.

5.    Festa Litúrgica de S. Sebastião

No próximo dia 20 de Janeiro, dia em que a Igreja celebra a Festa Litúrgica de S. Sebastião, às 21:00 horas, haverá Missa na Capela de S. Sebastião.

6.    Encontro Vicarial dos Conselhos Económicos Paroquiais

No próximo dia 24 de Janeiro, às 15:30 horas, terá lugar, na Paróquia de Linda a Velha, um encontro dos Conselhos Económicos Paroquiais.

7.    Visita da Imagem Peregrina à Vigararia de Oeiras

Nos próximos dias 31 de Janeiro e 1 de Fevereiro, a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima visita todas as Paróquias da Vigararia de Oeiras.

A chegada da Imagem à nossa Paróquia está prevista para as 15:45 horas do dia 31 de Janeiro, seguindo-se um momento celebrativo.

Às 21:00 horas, da Igreja Paroquial da Cruz Quebrada, saírá uma Procissão de Velas em direcção ao Santuário de Nossa Senhora da Rocha, que termina com a Celebração da Eucaristia.

A Missa de despedida da Imagem terá lugar, no Santuário de Nossa Senhora da Rocha, às 13:00 horas do dia 1 de Fevereiro.

8.    Peregrinação a Roma e Assis

Entre 28 de março e 1 de abril de 2016 vai realizar-se uma peregrinação vicarial a Roma e Assis. As inscrições devem ser feitas no Cartório Paroquial de Algés (telefone 214116767), ou no Cartório Paroquial de Paço de Arcos (telefone 214435802).


©2019 Paróquia de São Pedro de Barcarena