Nº110 31-05-2015

Anteriores

Nº110 - 31-05-2015

NA BARCA DA FÉ

 

SOLENIDADE DA SANTÍSSIMA TRINDADE

A Solenidade do Pentecostes encerrou o tempo pascal. Porém, a festa da Santíssima Trindade, que hoje celebramos, é ainda como que a ressonância da Páscoa, e em particular do Pentecostes.

Durante a Páscoa, a liturgia centrou a sua atenção no Verbo de Deus, Morto e Ressuscitado para nossa salvação. No Pentecostes foi o Espírito Santo a figura central. Hoje celebramos o mistério global da Santíssima Trindade.

Todas as festas cristãs e todos os Domingos são Domingos da Santíssima Trindade, pois é um só mistério indissociável de um único Deus em três Pessoas. Mas hoje a Igreja quer celebrar com particular relevo Deus Pai Criador, Deus Filho Salvador e Deus Espírito Santo Santificador, mistério de Deus ao mesmo tempo transcendente e imanente, isto é, “totalmente Outro” mas bem presente no mundo dos homens.

As outras grandes religiões – judaísmo e islamismo – são também monoteístas. Mas o cristianismo professa um único Deus que é ao mesmo tempo Trindade Santíssima de pessoas, um Deus em comunhão, uma família divina. Jesus assim o revelou. É um mistério adorável.

O mais importante nesta grande Solenidade – além da nossa adoração e louvor à Santíssima Trindade – é tomarmos consciência de que pertencemos de qualquer forma a esta Família, e ainda não se revelou totalmente este mistério em nós. Mas desde já somos convidados a entrar em comunhão com o Pai, por Jesus Cristo, no Espírito Santo. Eis a saudação de S. Paulo: A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o Amor do Pai e a comunhão do Espírito Santo estejam sempre convosco”.

O vosso Pároco,

Padre Mário Faria Silva



VIVER A PALAVRA - SANTÍSSIMA TRINDADE – Ano B

LEITURA I - Deut 4,32-34.39-40; SALMO RESPONSORIAL - Salmo 32 (33);
LEITURA II - Romanos 8,14-17; EVANGELHO - Mt 28,16-20

Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso,

Criador do Céu e da Terra,

De todas as coisas visíveis e invisíveis.

É assim se que inicia a oração do Credo e que transporto para as palavras de

Moisés da 1ª leitura “… desde o dia em que Deus criou o homem sobre a terra. Dum extremo ao outro dos céus, sucedeu alguma vez coisa tão prodigiosa?” (…) “medita em teu coração que o Senhor é o único Deus…”.

Toda esta Palavra faz-me contemplar as “tremendas maravilhas” que Deus fez na minha vida, na minha história, com a família, com os filhos, no meu matrimónio. Este Deus, que Cristo Jesus revelou como um Pai, ama-me e quer a minha salvação, lembrado por São Paulo na 2ª leitura, pelo Espírito que recebi no baptismo posso exclamar “Abba, Pai” a Deus todo-poderoso.

Creio em um só Senhor, Jesus Cristo (…)

Creio no Espírito Santo (…)

Creio na Igreja (…)

É no Evangelho deste Domingo que Jesus transmite à Sua Igreja e comunica o desejo da nossa participação na vida do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Para isso tenho de o reconhecer como um só Senhor e anunciar o Seu mandamento.

Professo um só baptismo (…)

No dia do meu baptismo, comprometi-me com este Deus comunitário do

Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Pois é este mistério da Santíssima Trindade, de 1 Deus em 3 pessoas divinas, que me leva a questionar se na minha vida tenho sido coerente com esse compromisso de criar união. No matrimónio, na família, na comunidade. 

Mónica Morgado



“Cristo Vivo no Coração da Cidade”

Celebração do Corpo de Deus – 7 de Junho de 2015

A Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, vulgarmente conhecida por Corpo de Deus, celebra-se 60 dias depois da Páscoa, ou seja, na quinta-feira a seguir ao primeiro domingo após o Pentecostes.

Por acordo entre o Governo Português e a Santa Sé, foi decidido suprimir, temporariamente (por cinco anos), o feriado correspondente a esta Celebração que, pela terceira vez, passa para o domingo seguinte, ou seja, dia 7 de Junho. A Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo celebra-se numa Quinta-Feira para fazer referência à Quinta-Feira Santa, dia da instituição da Eucaristia, dia da entrega de Cristo à humanidade num gesto de Amor infinito.

Foi o Papa Urbano quem, em 1264, instituiu a festa de “Corpus Christi”. Aos poucos esta festa foi tomando força e, hoje, é celebrada com grande solenidade em todo o mundo.

Tal como nos últimos anos, também este ano, a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo terá uma dimensão alargada, a nível de toda a Diocese de Lisboa, que, nesse dia, é convidada a fazer-se presente no “coração da Cidade”.

O Programa é o seguinte:

Sé Patriarcal

11:30 horas - Celebração da Santa Missa, presidida pelo Senhor Patriarca.

13:00 às 16h.00 horas - Adoração do Santíssimo Sacramento.

17:00 horas - Solene Procissão do Corpo de Deus.

18:30 horas – Bênção do Santíssimo Sacramento.

A Solene Procissão do Corpo de Deus é uma especial “epifania” do mistério de Cristo vivo e presente na cidade. … A presença de todos é indispensável para que a Igreja apareça “qual noiva adornada para o seu esposo” (Ap. 21, 2) e a nossa alegria e gratidão pelo dom da Eucaristia contagie os que vacilam e atraia os que desconhecem.

Convidamos todos os Paroquianos, a participar nas Celebrações, presididas pelo Senhor Cardeal-Patriarca, particularmente, na Procissão Eucarística.

Apelamos também a que cada Cristão da nossa Paróquia “encontre” um tempo de adoração diante do Santíssimo Sacramento para agradecer a presença de Cristo vivo, que continuamente anima a Sua Igreja e nos impele ao testemunho.

Diácono Carlos M. Borges



VIDA PAROQUIAL

1.    Dia 7 de Junho – Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo Alteração do Horário da Missa Dominical em Tercena

Devido à alteração do horário da Missa na Igreja Paroquial, a Missa em Tercena será às 9:00 horas.

2.    Primeira Comunhão e Confissões das Crianças

A Primeira Comunhão está marcada para o próximo domingo, dia 7 de junho, Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo.

Igreja Paroquial – Missa Dominical, às 11:00 horas.

As Crianças da 1ª Comunhão deverão estar na Igreja Paroquial o mais tardar às 10:30 horas.

Chama-se a atenção para alteração de horário da Missa Dominical. Não será às 12:00 horas, mas sim às 11:00 horas.

Confissões

As Confissões vão ter lugar, no dia 6 de junho, às 15:30 horas, em Barcarena, na Igreja Paroquial.

Pais e Padrinhos são também convidados a receber o Sacramento da Confissão. As Confissões estavam marcadas para o Centro de Infância de Tercena, mas houve uma alteração do local. Vão ser em Barcarena (Igreja Paroquial).

3.    Festa de Santo António – Padroeiro da Comunidade de Tercena

No próximo dia 13 de junho (sábado), a Comunidade de Tercena celebra a Festa do seu Padroeiro, Santo António.

Às 19:30 horas haverá procissão, que partirá da Igreja de Tercena e terminará no Centro de Infância (Centro Social e Paroquial) onde será celebrada Missa Solene em honra de Santo António.

No dia 15 de junho, às 10:00 horas, na Igreja de Tercena, as crianças dos Centros de Infância e os idosos do Centro de Dia (Centro Social e Paroquial) vão também celebrar Santo António. Haverá procissão do Centro de Infância de Tercena em direcção à Igreja de Tercena, seguindo-se a Celebração da Missa.

4.    Sacramento do Crisma

A administração do Sacramento do Crisma na nossa Paróquia está marcada para o dia 27 de junho, às 19:00 horas, na Igreja Paroquial.

No dia 25 de Junho (quinta-feira), às 21:30 horas, na Igreja Paroquial, os Crismandos terão um encontro com o Senhor Bispo, D. Joaquim Mendes.

No dia 19 de junho (sexta-feira), às 21:00 horas, na Igreja Paroquial, haverá Confissões para os Crismandos.

Pais e Padrinhos são convidados a participar no encontro com o Senhor Bispo e a confessar-se.


©2019 Paróquia de São Pedro de Barcarena