Nº96 22-02-2015

Anteriores

Nº96 - 22-02-2015

NA BARCA DA FÉ

 

AS TENTAÇÕES

Todos os anos, no primeiro Domingo da Quaresma, o trecho do Evangelho fala das tentações de Jesus no deserto. A narrativa apresentada por Marcos é a mais breve, referindo-se ao facto em dois versículos apenas: "O Espírito conduziu Jesus para o deserto. Ele esteve no deserto quarenta dias, sendo tentado por Satanás. Vivia entre as feras e os anjos serviam-No.” (Mc 1, 12-13)

Notemos uma coisa estranha: é o Espírito que, logo depois de ter descido sobre Jesus em forma de pomba, O conduz ao lugar das tentações. Bem, não se pode dizer que o Espírito tenha feito grande coisa! Afinal o que significa tentar?

Há na vida tentações que não são instigações ao mal: são as situações que até o homem justo deve enfrentar, são os momentos em que somos obrigados a fazer opções e que constituem ocasiões propícias para tornar mais firme a nossa fé. Quem quer crescer, melhorar, purificar-se, reforçar a própria adesão a Deus não pode escapar a estas provas.

Também, depois do Baptismo, o Espírito conduz o cristão para o deserto da vida, como fez com Jesus. Quer que experimente as alegrias e as dores, os temores e as esperanças dos outros homens: a alegria pelo nascimento de um filho, a ânsia por um ente querido que adoece, a preocupação pela chuva que tarda em chegar... É no mundo, em contacto com os problemas de cada dia, que a sua fé, posta continuamente à prova, crescerá na constante adesão aos impulsos do Espírito.

O vosso Pároco,

Padre Mário Faria Silva



VIVER A PALAVRA - I DOMINGO da QUARESMA – Ano B

Gen 9, 8-15; Sal 24 (25); 1 Pe 3, 18-22; Mc 1, 12-15

«Cumpriu-se o tempo e está próximo o reino de Deus. Arrependei-vos e acreditai no Evangelho» (Mc 1, 15). Cumpriu-se o tempo! De hoje em diante, o Senhor convida-me à conversão. E que acontece ao meu pecado de ontem? Queira eu mudar de vida que não é por esse pecado que Deus me vai rejeitar. Isso mesmo diz Ele a Noé: “Estabelecerei convosco a minha aliança: de hoje em diante nenhuma criatura será exterminada pelas águas do dilúvio” (Gen 9, 11).

Este dilúvio agora, não me mata, antes me dá uma vida nova se eu aceitar deixar na água o homem velho, do pecado, e aceitar o arrependimento e a Boa Notícia. A Boa Notícia de que no amor a Deus e ao próximo está a minha nova vida. A Boa Notícia de que o outro é Cristo. No outro, em todos os outros, me posso encontrar com Deus.

A minha primeira reação aos outros é muitas vezes de defesa e não de serviço. De inveja, de sobranceria, de julgamento, em vez de simplicidade e humildade. Em particular em relação aos que dependem de mim (na família, no trabalho, na comunidade) ou aos que fazem trabalhos que considero inferiores aos meus. Ou aos que considero grandes pecadores. É esta a natureza do Homem. A natureza que facilmente reconheço em mim.

O Baptismo vem dar-me outra natureza: a natureza de Deus encarnada em Jesus Cristo. A Boa Notícia é que, quando acho que os outros me vão “matar” se eu os servir e for humilde, vejo que Deus me arranca dessas águas da morte e me dá uma nova vida, como a Noé. Viver o meu Baptismo todos os dias, recomeçar todos os dias, é o desafio. Neste tempo da Quaresma de 2015 em particular.

Zé Chambel Leitão



Confia … a Jesus a tua vida!

Desde a passada Quarta-Feira (Quarta-Feira de Cinzas) entramos num novo tempo do Ano Litúrgico, o tempo da Quaresma, um tempo “rico” que nos prepara para a Páscoa do Senhor.

Na nossa Paróquia, o tema para o tempo da Quaresma é: “Em direcção à Páscoa …”. Cada semana será “marcada” por um valor e por um desafio.

O valor para esta 1ª Semana da Quaresma é: Confia … a Jesus a tua vida!

O desafio é: Vencer um defeito ou um vício.

Para nossa meditação, ficam alguns pensamentos do Papa Francisco.

“Três conceitos-chave que a Igreja nos propõe: a Compaixão de Jesus perante a Marginalização e a sua vontade de Integração.

O caminho da Igreja … é sempre o de Jesus: o caminho da misericórdia e da integração. Isto não significa subestimar os perigos nem fazer entrar os lobos no rebanho, mas acolher o filho pródigo arrependido; curar com determinação e coragem as feridas do pecado; arregaçar as mangas em vez de ficar a olhar passivamente o sofrimento do mundo.

O caminho da Igreja é não condenar eternamente ninguém; derramar a misericórdia de Deus sobre todas as pessoas que a pedem com coração sincero.

O caminho da Igreja é sair do próprio recinto para ir à procura dos afastados nas «periferias» essenciais da existência; adoptar integralmente a lógica de Deus; seguir o Mestre, que disse: “Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas os que estão doentes. Não foram os justos que Eu vim chamar ao arrependimento, mas os pecadores”. (Lc 5, 31-32)

A caridade não pode ser neutra, indiferente, morna ou equidistante. A caridade contagia, apaixona, arrisca e envolve. Porque a caridade verdadeira é sempre imerecida, incondicional e gratuita (Cfr. 1 Cor 13).

A caridade é criativa, encontrando a linguagem certa para comunicar com todos aqueles que são considerados incuráveis e, portanto, intocáveis. … O contacto é a verdadeira linguagem comunicativa … Quantas curas podemos realizar e comunicar, aprendendo esta linguagem do contacto!

Diácono Carlos M. Borges



VIDA PAROQUIAL

1.    Via-Sacra Vicarial

Tal como tem acontecido nos anos anteriores, no próximo Domingo, dia 1 de Março, II Domingo da Quaresma, terá lugar, na nossa Paróquia, a Celebração da Via-Sacra Vicarial.

A Celebração, que será presidida pelo Bispo Auxiliar de Lisboa, D. Joaquim Mendes, terá início às 16:00 horas, na Igreja Paroquial e irá terminar nas instalações da Fábrica da Pólvora.

Apelamos a todos os Grupos Paroquiais e a todos os Paroquianos que participem nesta Celebração.

2.    Encontro de Formação para Acólitos

Este Domingo, dia 22 de Fevereiro, às 16:00 horas, haverá, na Igreja Paroquial, um encontro de formação para os Acólitos, orientado pelo nosso Pároco.

Apelamos a todos os Acólitos que participem neste encontro.

3.    Celebração da Via-Sacra em Tercena

Todas as Sextas-Feiras da Quaresma, a começar já na próxima Sexta-Feira, dia 20 de Fevereiro, às 15:00 horas, haverá, na Igreja de Tercena, a Celebração da Via-Sacra.

4.    Campanha dos Escuteiros – Missão Ambiente

Como tem sido anunciado, os Escuteiros de Barcarena estão a participar numa campanha (recolha de medicamentos fora de validade, embalagens de medicamentos, folhetos, frascos, copos e colheres doseadoras, bisnagas, cremes, saquetas, etc.). A entrega pode ser feita nas Farmácias de Tercena ou Barcarena. Ao fazerem a entrega, devem indicar que a mesma se destina ao Agrupamento 1278 Barcarena.

A entrega também poderá ser feita junto das Zeladoras de cada Comunidade ou na Sede do Agrupamento de Escuteiros.

Os Escuteiros pedem o empenho de todos Paroquianos, tendo em vista liderarem a quantidade entregue e, assim, poderem ganhar uma carrinha!

5.    Loja dos Sorrisos

A Loja dos Sorrisos está aberta nos seguintes horários: Segunda a Sexta-Feira, das 10:00 às 11:00 horas. Terça, Quarta e Quinta-Feira, das 16:30 às 18:30 horas. Sábado, das 9:30 às 11:30 horas.

Visite a loja dos Sorrisos e espalhe Sorrisos pela Freguesia de Barcarena! 


©2019 Paróquia de São Pedro de Barcarena