Catequese

Apresentação 1º dia da Catequese em Queluz de Baixo

Clique na imagem para ver maisClique na imagem para ver maisClique na imagem para ver maisClique na imagem para ver maisClique na imagem para ver maisClique na imagem para ver mais

O Projecto da Catequese

No passado fim-de-semana (dias 28 e 29 de Setembro) reiniciou a Catequese na nossa Paróquia. Este reinício pareceu-me ser o momento oportuno para partilhar convosco algumas ideias daquilo que eu penso dever ser o Projecto da Catequese na nossa Paróquia.

  1. Na nossa civilização a Escola tem um papel decisivo. Mas a Catequese não pode funcionar como a Escola porque o objectivo fundamental da Catequese não é ensinar doutrina mas pôr as crianças em contacto com Jesus.
  2. Desde as primeiras lições de Catequese, dizemos às crianças que é importante rezar, e que rezar é falar com Deus. Rezamos com elas, falando de maneira simples com Deus que é nosso Pai. Pedimos-lhes que façam como nós. Ensinamos-lhes o Pai Nosso. É importante que cada um reze sozinho mas é também importante que reze em grupo. É importante que a oração seja um momento de alegria e de paz.
  3. Pouco a pouco, vamos habituando as crianças a ler a Bíblia, sobretudo os Evangelhos. Indicamos-lhes os textos mais significativos. Os textos do Evangelho vão dar densidade àquilo que lhes podemos contar sobre a história de Jesus e sobre os Seus ensinamentos.
  4. Para nós é fundamental ensinar às crianças que Deus é bom, mas achamos igualmente fundamental fugir de certas “beatices” tradicionais. Deus é bom: criou-nos para sermos felizes, convida-nos a viver na liberdade, a dialogar com Ele na confiança, a entendermo-nos uns com os outros na alegria. Perdoa os nossos pecados e ajuda-nos sempre a encontrar o caminho do bem.
  5. Procuramos que as crianças compreendam que devemos ser bons, uns para com os outros, que temos de fugir do egoísmo, da mentira, da troça, da violência, da soberba. Ensinamos às crianças que Jesus quer que nos amemos uns aos outros como Ele nos amou.
  6. Ensinamos que a Celebração da Eucaristia é um momento essencial para nós. É a Ceia de Jesus. Sabemos que, recebendo a Eucaristia, recebemos o próprio Jesus. Pedimos muito aos Pais que levem os filhos à Eucaristia dos domingos (vespertina ou dominical).
  7. Temos clara consciência de que todo o processo do encontro das crianças com Jesus está em primeiro lugar na mão dos pais. Era bom que os Pais falassem de Jesus aos seus Filhos. Era bom que os Pais fossem seguindo o que os filhos ouvem na Catequese e nos fizessem chegar sugestões e críticas.

 

Paróquia de S. Pedro de Barcarena, 3 de Outubro de 2013

O Vosso Pároco

Pe Mário Faria Silva

Caminhada Quaresmal 2013

Lema: Firma os teus passos. Afirma a tua fé!

 

Símbolo: Cruz

 

  1. Em cada Igreja (e, seria ideal, em cadafamília)deverá estar uma cruz - a cruz caminhada.
  2. Em cada semana será afixado na cruz o valor correspondente a essa semana.
  3. As cruzes são benzidas durante a missa do 1º Domingo da Quaresma

 

Atitudes Semanais:

 

1ª Semana – Confia … a Jesus a tua vida – Lc 4, 1-13 Tentações – Oração, Eucaristia …

2ª Semana – Descobre … a beleza do amor – Lc 9, 28b-36 Transfiguração – Abertura …

3ª Semana – Dá … Dar e dar-se – Jo 4, 5-42 Samaritana/Água viva – Partilha …

4ª Semana – Crê … Jesus caminha comigo – Jo 9, 1-41 Cura do cego/Luz – Perdão …

5ª Semana – Transforma … a morte em vida – Jo 11, 1-45 Ressurreição – Livres …

6ª Semana – Entrega … a vida pelo bem do outro – Lc 22, 14-23, 56 Cruz/Paixão – Amor …

Domingo de Páscoa – Anuncia … a Alegria da Ressurreição, da vida sem escravidões…

 
Ações Comuns

 

Colocar, junto à cruz, a caixa da renúncia quaresmal que pode ir sendo enfeitada ao longo da de toda a Quaresma.

Oração pessoal, em grupo, e familiar – ao longo de toda a Quaresma.

Bênção das cruzes – 1º Domingo da Quaresma.

Sacramento da Reconciliação.

Bênção dos Ramos – Domingo de Ramos.

Tríduo Pascal.

 

A cruz, na qual foram sendo afixados os valores de cada semana, é enfeitada com flores no Domingo de Páscoa para anunciar a alegria da Ressurreição, o anúncio do triunfo da Vida sobre a morte … Somos homens livres de todas as escravidões …

 

Orações Semanais (para depois da Comunhão) e desafios:

 

1ª Semana – Vencer um defeito ou um vício

Oração:

Como o atleta treinado para saltar por cima das barreiras, estou pronto, Senhor, para ultrapassar todos os obstáculos: o obstáculo da inveja, o obstáculo da maldade, o obstáculo da mentira … e à chegada, Senhor, Tu me acolherás com um abraço. Lembra-te de mim, Senhor, e dá-me coragem.

 

2ª Semana – Visitar um doente ou um idoso

Oração:

Senhor, ensina-me a deixar cair as vendas que me tapam os olhos, as vendas que me impedem de Te encontrar; ajuda-me a abrir os olhos e o coração para me interessar pelos outros; incute em mim o desejo de ler o Teu Evangelho, de participar na missa de cada domingo; ensina-me a rezar e a confiar no Teu Amor. Abre os meus olhos, Senhor, dá-me a Tua Luz. Quero acreditar em Ti e contemplar-Te.

 

3ª Semana – Fazer da minha casa um lar cristão

Oração:

Nas minhas mãos, Senhor, colho o perdão e cada qual pode servir-se. Nos meus lábios, Senhor, junta-se a bondade e cada qual pode saboreá-la. No meu coração, Senhor, encontra-se a doçura e cada qual pode aí aquecer-se. Nos meus olhos, Senhor, colhe-se o sorriso e cada qual pode alegrar-se. Ajuda-me, Senhor, a ser a árvore que dá bons frutos.

 

4ª Semana – Acolhe o perdão

Oração:

Senhor, Tu conheces-me. Ontem, uma chuva de traquinices, grossas gotas de maldade, uma tempestade de pensamentos maus, uma ventania de agressões… Senhor, Tu conheces-me. Hoje estou aqui para Te pedir perdão. Sempre que regresso Tu estendes-me os braços. Depois da tempestade, Senhor, faz brilhar em mim o arco-íris do Teu perdão.

 

5ª e 6ª Semanas – Perdoar a alguém e rezar por essa pessoa

Oração:

A minha maldade atinge os outros. Tu, Senhor, não ofendes ninguém. A minha boca diz mentiras. Tu, Senhor, manténs a Palavra. Não me apetece ajudar ou prestar um serviço. Tu, Senhor, estás sempre a acolher-me no Teu regaço. Tu, Senhor, és verdadeiramente diferente. Tu, Senhor, chamas-me a ser diferente: a ser à Tua imagem. Sei que ao estender a mão serei sinal de esperança para os outros.


©2019 Paróquia de São Pedro de Barcarena